terça-feira, 5 de outubro de 2010

A desculpa do século!




Eu fui o que não sou.
Depois que inventaram o inconsciente,
a verdade fica sempre para depois.
Fabrício Carpinejar

4 comentários:

  1. As "desculpas do século" são (des)norteadas por caminhos criados em frustrantes tentativas de escapar da cruel verdade. O álcool acabou virando o culpado do inconsciente tímido. Viagens físicas ou artísticas viraram fugas. Ou se culpa, ou se foge. Estamos vivendo uma espécie de "ilusão coletiva". As ilusões nunca foram tão inimigas da verdade. (Fabiana Carvalho)

    ResponderExcluir
  2. A verdade não é cruel, é libertadora! E somos culpados,individualmente, por essa ilusão coletiva, pois nos deixamos levar por ela.

    ResponderExcluir
  3. Concordo sobre a culpa individual... Mas não creio que a verdade seja libertadora. Na verdade acho que ela nos prende, e por isso, inventamos a fuga. (Fabiana)

    ResponderExcluir